Voltar para a tela anterior.

Frentes Parlamentares sobre ampliação do HG e ocupação da Maesa são reinstaladas

Propostas do vereador Rafael Bueno foram aceitas por unanimidade em sessão representativa desta terça-feira (12/01)


As Frentes Parlamentares "A Maesa é Nossa" e "Em Defesa do Término das Obras de Ampliação do Hospital Geral" foram novamente instaladas na manhã desta terça-feira (12/01) durante a sessão representativa no Legislativo. Ambos os requerimentos foram protocolados pelo líder da bancada do PDT, vereador Rafael Bueno, e mais sete parlamentares. A decisão sobre quem irá presidir as Frentes e a composição dos grupos deverá ser feita nas próximas semanas, após indicação da bancadas. As Frentes já tinham funcionado na legislatura passada, sob comando do pedetista.

No caso do Hospital Geral, o parlamentar justificou a iniciativa principalmente porque após mais de três anos paralisadas, as obras de ampliação do HG foram retomadas em setembro de 2020. Além da busca de emendas parlamentares, a ampliação está sendo viabilizada por meio de uma campanha lançada em agosto com a #TodosPeloGeralparaTodos. Para mais informações sobre a campanha e principalmente como ajudar, pode ser acessado o site www.todospelogeral.com.br. Até esta terça-feira, já foram arrecadados pouco mais de R$ 4,3 milhões.

A ação pretende seguir mobilizando a comunidade, a iniciativa privada e o poder público e arrecadar R$ 37 milhões tanto para que sejam concluídas as obras e quanto para a compra de equipamentos. A ampliação do complexo hospitalar possibilitará a expansão de 70% da área física e 60% da capacidade da instituição. Dos atuais 237 passará para 355 leitos, sendo destes 275 de internação e 80 para UTIs adulto, pediátrica e neonatal. O acréscimo de 118 leitos permitirá a criação de 87 novas vagas de internação e 31 de UTIs.

"Em razão dos graves problemas relacionados ao atendimento e às demandas da saúde nos últimos anos, agravados à pandemia do coronavírus, à falta de leitos, sugerimos que esta Casa reinstale a Frente Parlamentar como forma de pressionar, fiscalizar e dar sugestões nas esferas federal, estadual e municipal em apoio a esse importante pleito não apenas para Caxias do Sul, mas para toda a região", destacou o pedetista, que buscou mais de R$ 12 milhões em emendas parlamentares em Brasília.

Em relação à discussão sobre a Maesa, que tem área de cerca de 53 mil metros quadrados, Bueno também apresentou argumentos:

"Todos sabemos da importância do complexo da Maesa, pois o processo de ocupação do local ficou mais de três anos sem qualquer avanço, tendo efetivamente alguma deliberação prática em 2020. Justifica-se ainda mais a importância de acompanhar esse trabalho, por meio do Poder Legislativo, já que estamos tratando de um bem maior  e que simboliza a história de Caxias do Sul, como memória e do futuro".

O tempo de duração das Frentes Parlamentares será de dois anos a contar a data de instalação. Os documentos devem ser votados na terça-feira que vem (12/01). Além de Bueno, assinaram os requerimentos os vereadores Adriano Bressan/PTB, Clóvis de Oliveira, o Xuxa/PTB, Estela Balardin/PT, Felipe Gremelmaier/MDB, José Dambrós/PSB, Renato de Oliveira/PCdoB e Ricardo Daneluz/PDT.

12/01/2021 - 13:47
Gabinete do Vereador Rafael Bueno/PDT
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo