Voltar para a tela anterior.

Comissão da Bicicleta debate participação das mulheres no ciclismo

Qualidade de vida e empoderamento feminino foram abordados no encontro


A representatividade feminina no ciclismo foi o tema da reunião da Comissão Temporária Especial pela Defesa da Bicicleta como Meio de Transporte e Atividade Esportiva, na noite desta quinta-feira (12/03). O encontro, em alusão ao mês da mulher, contou com as painelistas Kátia Pisetta Weber e Viviane Grazziotin Martini, ambas ciclistas. Elas destacaram o empoderamento feminino e a qualidade de vida que a bicicleta proporciona.

Para Kátia Weber, praticante de Mountain Bike e profissional de Educação Física, a história da bicicleta tem conexão com os direitos adquiridos pelas mulheres, como a permissão ao voto. A ciclista também destacou que o público feminino ganhou independência dos homens, após iniciar a pedalar. A educadora, que desenvolve um dos maiores eventos ciclísticos para mulheres no Sul do Brasil, o Passeio Ciclístico Épika Girls, ainda ressaltou a superação das participantes nos “pedais”.

“No início do século XIX as mulheres não tinham liberdade de deslocamento. A partir da bicicleta, elas começaram a ter autonomia de locomoção. As mulheres utilizaram a bicicleta como meio de transformação social. Pedalar nos livra da solidão e nos auxilia na busca pela força interior, propiciando alcançarmos as nossas metas e superar desafios”, salientou Kátia, ao apresentar o contexto histórico do ciclismo feminino e ilustrar memórias de suas alunas.

Conforme a painelista, Viviane Grazziotin, andar de bicicleta trouxe mais qualidade para sua vida. A ciclista, que já participou de inúmeras experiências de cicloturismo nacional e internacional, contou os benefícios de pedalar, como a redução da utilização de medicamentos e a descoberta do mundo tecnológico, a partir da bicicleta. 

“Aos 60 anos, eu me sinto uma mulher mais jovem, por conta da bicicleta. Eu ganhei de volta a minha juventude. Retirei diversos medicamentos da minha vida, após a começar pedalar. Por meio da bike, eu comecei a utilizar aplicativos. Isso, para mim, é uma vitória”, ressaltou a ciclista.

Ao final do debate, a presidente da Comissão, Tatiane Frizzo/Solidariedade, convidou todos os presentes a participarem da Audiência Pública, Bicicleta E Mobilidade: Avaliação e Desafios das Políticas Públicas para Ciclistas em Caxias Do Sul. O evento será realizado na Câmara de Vereadores, no dia 05 de maio, às 19hs. O encontro contará com representatividades da Prefeitura e da iniciativa privada. A audiência será a conclusão dos trabalhos da Comissão.

Além de Tatiane Frizzo, integram o grupo parlamentar, Velocino Uez/PDT, Denise Pessôa/PT, Felipe Gremelmaier/MDB e Alberto Meneguzzi/PSB.

*Redação: Douglas Barreto

13/03/2020 - 14:29
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul


Ir para o topo