Voltar para a tela anterior.

Sindsepe/RS e Sintergs protestam contra o pacote do governador do Estado

As medidas podem interferir no plano de carreira dos servidores


Na sessão desta terça-feira (03/12), os representes do Sindicato dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (Sindsepe/RS) e do Sindicato dos Servidores de Nível Superior do Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Sul (Sintergs) ocuparam a tribuna do Legislativo para protestar contra as medidas do governador Eduardo Leite/PSDB, que muda o plano de carreira dos servidores.

A representante do Sintergs, Beatriz Marques Ourique, explanou sobre a importância do trabalho do funcionalismo público em diversas áreas e reclamou dos salários atrasados e falta de reposição salarial. Falou da humilhação que famílias estão passando sua situação financeira. “São quase seis anos sem reposição salarial, sem reposição da inflação, sem 13º salário em dezembro. Temos que escolher em receber o 13º parcelado pelo Banrisul”.

Beatriz ressaltou que o pacote do Governo do estado fará cortes profundos nos direitos já adquiridos pelos servidores do Executivo. “Lutamos por um serviço público de qualidade. Os servidores do Executivo não podem carregar nas costas essa conta sozinhos e os problemas de fluxo de caixa. Vemos funcionários de outros Poderes recebendo altos salários e em dia, enquanto nós estamos nesta situação e trabalhando com afinco para a comunidade”, afirmou. 

A representante do Sintergs encerrou afirmando que a grande vítima destas medidas será a população. 

Complementando a fala da Beatriz, o representante do Sindsepe/RS, Paulo Gomes da Silva, pediu que os vereadores votassem a favor da Moção de Apoio para retirada do pacote da votação na Assembleia Legislativa. A Moção de Contrariedade ao Pacote do Poder Executivo do RS – “Reforma Estrutural” do Funcionalismo Público foi o primeiro item na pauta da sessão ordinária desta terça. A votação foi acompanhada por servidores no plenário. A moção 27/2019 foi aprovada por unanimidade pelos vereadores presentes. 

Após a votação, o grupo entregou uma carta ao presidente Flavio Cassina pedindo o apoio da Câmara de Vereadores a pauta do funcionalismo público estadual.

03/12/2019 - 11:02
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a): Fabiana de Lucena - MTE 9.247
Redator(a): Karine Salton Xavier

Ir para o topo