Voltar para a tela anterior.

Paulo Périco reivindica investimentos para o Hospital Geral

Parlamentar cobrou administração municipal e ressaltou a importância do HG na Serra Gaúcha


O vereador Paulo Périco/MDB ocupou a tribuna, na sessão desta quarta-feira (12/06), para expor as demandas do Hospital Geral de Caxias do Sul. Repercutiu reunião com a secretária Estadual de Saúde, Arita Bergmann, mediada pelo deputado estadual Carlo Burigo/MDB. No encontro, frisou a situação da unidade hospitalar, pedindo apoio do governo estadual na captação de recursos e discorreu sobre o plano de contingência do município para o setor.

O emedebista também teceu críticas à administração municipal, no que diz respeito ao fechamento total do Pronto Atendimento (PA) 24 horas. Segundo ele, os Hospitais Pompéia e Geral não foram avisados em tempo hábil pela prefeitura sobre o fechamento do PA. A atitude, acrescentou o emedebista, impediu uma maior programação das unidades para receberem os pacientes, sobretudo os de baixa complexidade, que não faria parte da principal demanda dos hospitais. Diante dessa realidade, o legislador cobrou mais disposição do Executivo em ouvir entidades.

Périco também mencionou uma dívida de R$ 8 milhões que existiria com a Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne). A dívida teria surgido pelo não repasse de investimentos do governo federal, pela prefeitura de Caxias do Sul, às cidades vizinhas.  O vereador ainda atentou que é preciso ter coragem e responsabilidade para tomar decisões, sem discursos demagógicos, procurando soluções antecipadamente e dando aportes.  

Rafael Bueno/PDT disse que, quando existem gestão e parcerias do poder Executivo com hospitais, instituições e outras esferas de governo, é possível amenizar os problemas históricos da saúde. Demonstrou sua preocupação com a demora do término das obras do Postão 14 Horas em Caxias do Sul.      

 

12/06/2019 - 14:08
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a): Vania Espeiorin - MTE 9.861
Redator(a): Pedro Rosano

Ir para o topo