Voltar para a tela anterior.

Realocação de professores da APAE preocupa a vereadora Tatiane Frizzo

A parlamentar ressaltou a importância do trabalho junto a crianças e adolescentes


Na sessão ordinária desta quarta-feira (20/03), a vereadora Tatiane Frizzo/SD falou sobre a realocação de professores da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) para a rede municipal. Salientou que a instituição, que atua em Caxias do Sul há 62 anos, está sem aula pela falta de profissionais.

Além disso, segundo Tatiane, na visita feita à instituição, a presidente do órgão, Fátima Teresinha Prezzi Randon, relatou que a APAE necessita constantemente de doações. Tatiane parabenizou a dirigente pelas diversas atividades, na busca de recursos, para manter os atendimentos.

O vereador Rafael Bueno/PDT cita que a primeira-dama do município, Andrea Marchetto Guerra, fonoaudióloga, comprometeu-se em fazer trabalho voluntário na APAE, enquanto novos profissionais não fossem contratados. O pedetista ressaltou que foram oito professores retirados, sendo que uma professora está atuando em uma biblioteca.

Os problemas, causados pela retirada de profissionais qualificados na Escola Estadual Especial João Prataviera, foram expostos pelo vereador Edson da Rosa/MDB, que visitou o local. O parlamentar citou, ainda, que, em contrapartida, a escola receberia R$ 192 mil para a contratação de professores, para suprir a demanda existente. O emedebista enfatizou que a evolução das crianças e adolescentes está parada, e é possível que não seja recuperada.

* Redatora: Maiara Gallon

20/03/2019 - 15:41
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a): Fábio Rausch - MTE 13.707
Redator(a): Maiara Zanatta Gallon

Ir para o topo