Voltar para a tela anterior.

Meneguzzi se reúne com superintendente do Senai RS

Encontro teve a presença de lideranças comunitárias e educadores sociais da Zona Norte


O vereador Alberto Meneguzzi/PSB, intermediou, na tarde de quarta-feira (06/02), reunião entre a superintendência regional do Senai RS e as lideranças comunitárias da Zona Norte de Caxias do Sul. O encontro foi realizado na sala da presidência da Câmara Municipal e tratou sobre o fechamento de mais de 400 atendimentos na unidade José Gazola, no bairro São José. Em sua fala, o vereador reforçou a necessidade de investir na formação humana e profissional dos jovens.

Na oportunidade, o superintendente do Senai RS, Carlos Artur Trein, o gerente de operações da organização, Sérgio Moysés e o diretor das unidades Senai José Gazola e Instituto Mecatrônica, Fabiano Rath, fizeram uma explanação sobre as causas motivaram a intenção de fechamento da unidade do São José. Entre elas está a adequação à NR12 e aos requisitos de acessibilidade, além do plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PCCI).

Logo depois, os educadores sociais do projeto Pescar São José, egressos do José Gazola e professores do Senai se manifestaram em contraposição à ideia de encerramento das atividades. Segundo eles, além de ter um simbolismo muito grande para o bairro São José e toda a Zona Norte, a unidade tem sua importância econômica, pois os cursos de iniciação profissional básica que são ofertados ali, ainda são absorvidos pela indústria caxiense.

Meneguzzi esclareceu que o motivo da reunião, de fato, era abrir um canal de diálogo, para que, caso se confirme o encerramento das atividades, as lideranças sejam ouvidas e possam opinar pelo futuro do prédio. “Esse local é um terreno que foi doado pela prefeitura ao Senai, na década de 1980, em contrapartida da construção de uma escola profissionalizante. Nosso pleito é por manter esses cursos lá, mesmo que sejam oferecidos na Mecatrônica, e também fazer daquele prédio um verdadeiro espaço de sonhos e realizações dos jovens”, relatou.

Desde agosto de 2018, Meneguzzi tem buscado estabelecer diálogo com a prefeitura, o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e com a Fiergs, baseando-se, sobretudo na necessidade de oferecer aos jovens alternativas melhores para ingresso à formação profissional no Senai. Uma das razões apresentadas por ele, foi a dificuldade que os estudantes têm de acessar o transporte coletivo para poderem, no turno inverso, desenvolverem suas atividades profissionais ou mesmo escolares.

Durante o encontro, o diretor Fabiano Rath apresentou os novos horários de ofertas de ônibus do transporte coletivo, acertados com a Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) e com a Viação Santa Teresa de Caxias (Visate) e que devem começar a operar nos próximos dias. “Esse reforço de horários e ônibus é uma vitória. Os jovens precisam ter a chegada e a saída facilitada. Pois uma coisa é certa: se for difícil de ir até a Mecatrônica, que fica no Cruzeiro, a desistência será grande”, constatou o parlamentar.

O anúncio de reforço nas linhas de ônibus também foi comemorado pelos educadores sociais. No entanto, eles pediram que os gestores do Senai levem a demanda da Zona Norte para o conselho. O presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Fiscalização e Controle Orçamentário da Câmara, vereador Gustavo Toigo/PDT, ressaltou a importância de unir a Universidade de Caxias do Sul (UCS), a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e a prefeitura ao Legislativo para a viabilização do PPCI e da adequação do maquinário à NR12.

Os vereadores Elisandro Fiuza/PRB e Felipe Gremelmaier/MDB também participaram da reunião.

07/02/2019 - 12:03
Gabinete do vereador
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo