Voltar para a tela anterior.

Vereador Rafael Bueno mostra unidades de saúde fechadas e cobra explicações


Postos novos e não abertos prejudicam cerca de 30 mil usuários de Caxias do Sul


O vereador Rafael Bueno/PDT usou a tribuna nesta terça-feira (06/10) para denunciar a situação de três Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que estão fechadas há vários meses, sem que a prefeitura tome alguma medida. O parlamentar mostrou imagens dos postos dos bairros Cristo Redentor, Reolon e São Vicente, que apontam o começo de degradação em razão de estarem fechadas e sem quaisquer manutenções. Bueno lembra que cerca de 30 mil pessoas estão sendo prejudicadas pela não abertura das unidades.

"É inaceitável que tenhamos esses postos fechados, e as pessoas precisem se espremer e brigar por fichas em outras UBSs para tentar atendimento. É um desperdício de dinheiro público, um descaso, que não podemos aceitar. Um prefeito que se elegeu prometendo prioridade à saúde tem que dar essas respostas. As UBSs do Reolon e São Vicente estão em lugares de vulnerabilidade social e essa população precisa de atendimento. No caso do Cristo Redentor, são 22 meses à espera da abertura", destacou Bueno.

Pedido de Informações

Ainda em relação à saúde, o parlamentar protocolou um Pedido de Informações à prefeitura pedindo explicações sobre retirada dos equipamentos e do mobiliário do Postão 24 Horas. Entre outras explicações, o vereador quer saber quais das 49 UBSs do município receberão os utensílios e quando isso será feito. Os materiais que não estiverem em boas condições de uso ou que não forem úteis nos atendimentos nas UBSs ficarão em um prédio alugado. Então, o vereador quer saber qual o endereço desse lugar, por qual motivo foi escolhido e quanto custará o aluguel aos cofres públicos. 

Filas e falta de remédios

Bueno também mostrou da tribuna fotografias feitas no começo da tarde desta segunda-feira (5) em frente ao Centro Especializado de Saúde (CES), na Rua Sinimbu, onde dezenas de pessoas, principalmente idosos, aglomeram-se desde cedo, ficando expostos ao tempo, em busca de remédios. Além da falta de medicamentos - pelo menos 20 tipos estão faltando -, o que agrava ainda mais a situação.

"Esse prefeito deveria investir menos em publicidade do que não fez e priorizar a população que mais precisa", disse o pedetista.


 

06/11/2018 - 14:06
Gabinete do vereador
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo