Voltar para a tela anterior.

Paulo Périco questiona apoio do Executivo à Festa da Uva 2019


Vereador defendeu que a Comissão Comunitária e a Prefeitura atuem de forma integrada na divulgação da Festa


O vereador Paulo Périco/PMDB questionou, durante a plenária desta quarta-feira (16/05), o apoio do Poder Executivo à 32ª Festa Nacional da Uva, que ocorrerá entre os dias 22 de fevereiro e 10 de março de 2019. Ele defendeu que a Comissão Comunitária e a Prefeitura atuem de forma integrada na divulgação do evento.

Périco criticou a ausência de representantes da administração municipal na comitiva que, na semana passada, convidou o governador do Estado, José Ivo Sartori/PMDB, para a cerimônia de escolha da rainha e princesas da Festa. As novas soberanas serão conhecidas no próximo sábado (19/05), no Pavilhão 2 do Parque de Eventos.

Na ótica do parlamentar, ao menos a secretária do Turismo deveria fazer parte da comitiva. Ele sugeriu que agricultores também fossem incluídos nos roteiros de divulgação. Elogiou a atuação da presidente da Comissão Comunitária da festividade, Sandra Randon, que acompanhou as 17 embaixatrizes no convite à Sartori. Relembrou que, em edições anteriores, as subprefeituras e secretarias municipais eram diretamente envolvidas em atividades relacionadas à Festa.

O peemedebista relatou que os municípios da região ficaram preocupados com o adiamento da Festa, já que milhares de turistas visitam Caxias do Sul e outras cidades da Serra durante o evento. Nesse sentido, relembrou que alguns municípios expõem seus produtos e o seu potencial turístico nos Pavilhões. Por fim, alertou que os problemas de infiltrações na Cidade das Rolhas e no Memorial Zambelli, localizados no Parque de Eventos, não sejam resolvidos até o início da Festa.

Sete parlamentares manifestaram-se em aparte a Périco. Renato Nunes/PR viu como falta de respeito o convite para a escolha das soberanas destinado somente ao presidente da Câmara, Alberto Meneguzzi/PSB, e não aos demais vereadores. Alceu Thomé/PTB questionou o valor dos ingressos para a escolha, que custam cerca de R$ 50. Rafael Bueno/PDT afirmou que o povo de Caxias do Sul não foi convidado para o evento.

Edson da Rosa/PMDB disse que Sandra Randon está atuando sem o auxílio da Prefeitura. Ressaltou a participação da Câmara Municipal na organização da Festa e sua importância para outros eventos no interior do Rio Grande do Sul. Na mesma linha de pensamento, Adiló Didomenico/PTB afirmou que o Executivo está alheio e exaltou o esforço e o prestígio de Sandra e sua equipe.

O cancelamento de diversas excursões de turistas, que viriam a Caxias neste ano para acompanharem a Festa, foi mencionado pelo vereador Velocino Uez/PDT, que defendeu a busca por patrocínios a fim de intensificar a divulgação do evento. Flavio Cassina/PTB lamentou que não exista mais a sintonia entre a Comissão Comunitária e o Legislativo.

16/05/2018 - 13:40
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a): Tales Giovani Armiliato - Mtb 11.369
Redator(a): Matheus Teodoro

Ir para o topo