Voltar para a tela anterior.

Comissão recebe projetos de adequação de salas de aula para apenados


Presidente do grupo vai buscar recursos para levar estudo e trabalho aos reclusos no Apanhador 


Um problema de nove anos na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, localizada no Apanhador, pode estar perto de ser solucionado. Desde que foi inaugurada, em 2008, por questões de segurança na engenharia prisional, os pavilhões para trabalho e as salas de aulas nas três galerias estão desocupados. Mas graças ao empenho de um grupo de trabalho que uniu esforços em prol do sistema carcerário, os detentos da unidade prisional poderão ter a chance de trabalhar e estudar. 

Na manhã desta quarta-feira (24/01), a presidente da Comissão Temporária Especial para o Enfrentamento da Violência da Câmara Municipal, vereadora Paula Ioris/PSDB, recebeu da delegada da 7ª Delegacia Penitenciária Regional da Susepe, Marta Bittencourt, e do delegado-adjunto, Marco Antônio da Silva, o projeto de restauração e ampliação nas três galerias da unidade prisional. O encontro ocorreu na sede da Delegacia. A ampliação e a restauração dos espaços têm como objetivo dar segurança aos professores e servidores que não precisarão circular dentro das galerias para acessar as salas e os pavilhões. 

O orçamento feito pela Secretaria Estadual de Segurança Pública para cada galeria tem o custo de R$ 114 mil. A vereadora, que estava esperando há cinco meses pelo projeto, comemorou o retorno que, segundo ela, é o início de uma nova fase no trabalho do grupo.

“Vamos buscar parceiros na iniciativa privada que possam contribuir com materiais de construção e mão de obra para viabilizar a obra. Além, disso, também, intensificamos a busca por empresas interessadas em oferecer trabalho aos apenados da unidade, já pensando na conclusão da adequação estrutural. Estamos atuando com a consciência de que os problemas e as soluções da segurança pública precisam ser compartilhados”, resumiu a presidente.

As lideranças regionais da Susepe elogiaram e parabenizaram pela contribuição da parlamentar com a causa prisional. “Geralmente os movimentos políticos e sociais são contrários ao sistema carcerário porque consideram qualquer melhoria como assistencialismo. A maioria desconhece a realidade carcerária. Mas esse trabalho que vocês estão fazendo só vem a agregar e ajudar na segurança pública”, definiu a delegada.

 

Entenda

Depois de uma vistoria à unidade prisional no dia 28 de junho do ano passado, que contou com a presença de diversas autoridades, a titular da Vara de Execuções Criminais (VEC), juíza Milene Fróes Dal Bó, reverteu a decisão de interdição do presídio mediante promessas de melhorias estruturais. Formou-se, então, um grupo de trabalho em prol do sistema carcerário constituído pela Comissão Temporária Especial para o Enfrentamento da Violência da Câmara Municipal de Caxias do Sul, presidida pela vereadora Paula Ioris/PSDB, pela Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Segurança da Câmara, o Conselho da Comunidade da cidade, presidido por Jean Carbonera, representante do Sindicato da Construção Civil de Caxias (Sinduscon) Valdemor Trentin, e representante da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul Jorge Benites. 

24/01/2018 - 16:21
Gabinete da vereadora Paula Ioris/PSDB
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo