Voltar para a tela anterior.

Educadores do setor Infantil voltam à tribuna do Legislativo e anunciam retomada de greve


A professora Stéfani Macagnan salientou que não há documento formal e concordância da categoria


A retomada de paralisação por tempo indeterminado de cerca de 500 professores e funcionários de órgãos de Educação Infantil, em Caxias do Sul, foi anunciada na tribuna da Câmara Municipal de Caxias do Sul, no início da sessão ordinária desta quarta-feira (06/12). A educadora Stéfani Macagnan, da Escola Ana Aurora II, salientou que, até o momento, não há documento formalizado da Prefeitura de uma proposta que resulte em concordância da categoria.

A educadora anunciou que, para amanhã, às 19h, no Legislativo, está prevista outra assembleia do Sindicato dos Empregados em Entidades, Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional (Senalba). Disse que o encontro servirá para definições de rumos, em defesa da categoria e da educação.

Stéfani ponderou que a greve tem amparo legal. Quer que a Prefeitura recue, não demita e nem desconte remunerações, devido aos dias de paralisação. Hoje, os educadores de escolinhas recebem R$ 2.298,80. Para 2018, a partir dos novos contratos licitados, poderá ser praticado um piso de R$ 1.373,64, sem a garantia de continuidade dos atuais profissionais hoje empregados. O Executivo já sinalizou com redução de carga horária, de 44 horas para 40 horas semanais, e uma remuneração intermediária, na ordem de R$ 1.831,00.

06/12/2017 - 11:17
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a) e Redator(a): Fábio Rausch - MTE 13.707

Ir para o topo