Voltar para a tela anterior.

Meneguzzi entrega denúncias sobre o IGH ao Ministério Público e ao Ministério do Trabalho


Documentos foram expedidos também à Secretaria da Saúde, Ministério Público do Trabalho e ao Sindicato dos Enfermeiros do RS


O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encaminhou nesta sexta-feira (10/11) ofícios ao Ministério do Trabalho, Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho e Secretaria Municipal da Saúde. Nos documentos, o parlamentar dá ciência das denúncias recebidas de colaboradores do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) sobre descumprimentos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e outras irregularidades na UPA Zona Norte. Além disso, pede que os órgãos tomem as devidas providências para a solução dos problemas.

“São diversas as irregularidades que me foram apontadas. Uma delas é a do salário em desconformidade com o anunciado no edital de recrutamento e seleção. No caso das vagas para enfermeiros, o edital prescrevia o valor de R$ 2.814,50 e o salário pago, hoje, é de R$ 2.301. Essa é só uma das denúncias. Outras, como pagamento de adicional noturno em desacordo com o prescrito pela convenção coletiva, e mesmo da inexistência de linhas telefônicas, no qual as equipes precisam passar seus telefones pessoais para a Central de Leitos, também estão descritos”, explica Meneguzzi.

São quatro páginas de material digitado, após a compilação de quatro horas de reunião entre o vereador e um grupo de colaboradores do IGH, que procuraram o gabinete nesta semana. No ofício, estão descritas também irregularidades como a falta de materiais, dificuldades na compreensão da linguagem, uma vez que alguns médicos são estrangeiros, bem como a ausência de uma ambulância para fazer o transporte de pacientes para unidades hospitalares.

O documento também foi encaminhado via e-mail ao Sindicado dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul, que tem sede em Porto Alegre e não tem representação na Serra. “Que o Ministério Público, o Ministério do Trabalho, a Secretaria da Saúde e a Prefeitura tomem providências para que o IGH corrija esses problemas imediatamente. É dinheiro público investido numa empresa que está dando o mínimo para os seus colaboradores e que não compra material sob a alegação de que o custo é muito caro ou 'na Bahia nós fazemos assim'”, lamenta o parlamentar.

Logo depois de denunciar as irregularidades na tribuna da Câmara, na quinta-feira (9/11), Alberto Meneguzzi entregou o material também ao líder de Governo, vereador Chico Guerra (PRB), ao presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, vereador Renato Oliveira (PCdoB), bem como ao prefeito Daniel Guerra (PRB).

 

Contato para entrevistas: vereador Alberto Meneguzzi (54) 9 9185-7934 | (54) 9 9170-0259

10/11/2017 - 16:15
Gabinete do Vereador Alberto Meneguzzi/PSB
As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo