Voltar para a tela anterior.

Meneguzzi vistoria situação do atendimento do PA do Hospital Pompéia


Denúncias de demora e grosserias por parte de um médico chegaram ao parlamentar


Incomodado pela reclamação de três pacientes que aguardavam atendimento desde às 15h, o vereador Alberto Meneguzzi/PSB foi até o Pronto Atendimento do Hospital Pompéia, às 21h, do sábado (07/10). Ao chegar lá, se deparou com diversos casos que pessoas debilitadas que receberam grosserias como resposta de um médico. 

"O dia estava tumultuado, mas quando abordei o médico que era alvo de reclamações, ele me pediu se eu tinha ido até o PA dar carteiraço. Como carteiraço se é minha função fiscalizar? Ainda mais porque sou integrante da Comissão de Saúde da Câmara. Respondi para ele que estava fiscalizando porque tanto o meu quanto o salário dele são pagos pela população que estava ali sentada. Ele me alegou que estava nervoso e eu indaguei se o nervosismo e o dia tumultuado são causas para descontar grosserias nas pessoasl. Aí ele se acalmou e começou a conservar com os pacientes", resume Meneguzzi.

Um dos pacientes que estava ali, sofreu um acidente de carro na sexta-feira e tinha um curativo num dos olhos. De acordo com ele, o profissional não teve qualquer cuidado ao fazer a retirada da proteção do ferimento, o que lhe causava mais dor. O outro, que Meneguzzi registrou em vídeo, com sua autorização, evidencia o colapso do Sistema Unico de Saúde (SUS) de Caxias do Sul .

"Ele me relatou o seu drama. O seu caso é grave. Já existe liberação para uma cirurgia desde o dia 22 de maio. Ele precisa fazer uma cirurgia de urgência e passados cinco meses, não há leito para ele fazer a cirurgia. Está na fila de espera. A cada três meses, ele se depara com esta situação, ou seja, precisa ir ao hospital para atendimento já que sente muitas dores. Mais um dos tantos dramas que eu escuto quando converso com as pessoas nestes locais", lamenta o vereador.

O vereador ficou por mais de uma hora no PA. Quando viu que as coisas pareceiam caminhar bem, se retirou. Pouco depois da meia-noite, novas denúncias sobre a atuação do mesmo profissional. Meneguzzi foi novamente ao Hospital Pompéia. 

"Quando cheguei lá, coincidentemente a situação voltou ao normal. O chão estava sendo limpo, o médico conversando com as pessoas. Eu acho que não é preciso um vereador ali o tempo todo para que esses profissionais atendam de forma digna. O caso já foi enviado à direção do Pompéia para que tome providências. A prefeitura repassa mais de R$ 11 milhões todos os meses à instituição. É dinheiro público", comenta.

Nesta segunda-feira, o parlamentar irá oficiar o Hospital, às Comissão de Saúde e Direitos Humanos da Câmara, a Secretaria de Saúde, para que fiscalize o atendimento, e ao Sindicato dos Médicos e Conselho Regional de Medicina, para que investiguem a situação e  evitem novas situações constrangedoras.

Contato para entrevistas: vereador Alberto Meneguzzi (54) 9 9185-7934 | (54) 9 9170-0259

09/10/2017 - 11:22
Gabinete do Vereador Alberto Meneguzzi/PSB
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo