Voltar para a tela anterior.

Meneguzzi e Toigo protocolam iniciativa que cria o Dia Municipal do Ato pela Cultura da Paz


Motivação é celebrar a data em 16 de julho, recordando a morte de Ana Clara Benin Adami


Os vereadores Alberto Meneguzzi/PSB e Gustavo Toigo/PDT protocolaram, na manhã desta quinta-feira (13/07), Projeto de Lei que Institui o Dia do Ato pela Cultura da Paz - Ana Clara Adami. A proposição tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da infância e adolescência para a formação de um cidadão mais apto à convivência social e à cultura da paz. A data escolhida para essa celebração é 16 de julho, dia em que se recorda o falecimento de Ana Clara Benin Adami, assassinada em 2015, quando chegava à catequese na Paróquia São Pio X.

“Os recursos investidos nunca são suficientes para combater a violência. Por mais efetivos policiais que se contratem, por mais câmeras que se instalem ou por mais grades e muros que se construam, a violência continua a bater na nossa porta. No nosso entendimento, a violência só pode ser combatida a partir da valorização e da construção de uma cultura de paz”, explica Alberto Meneguzzi.

Ambos parlamentares têm uma ligação histórica com a catequese, no caso do vereador Alberto Meneguzzi, e com a comunidade do Pio X, na qual reside o vereador Gustavo Toigo. Nos anos de 2015 e 2016, a comunidade se uniu para realizar duas caminhadas pela paz, que culminaram com a celebração de Missas na igreja do bairro. No entanto, fica nítido que o esforço pela construção de uma cultura de paz não deve ser iniciativa somente das instituições religiosas, mas deve ser fruto da união de esforços entre o poder público e as entidades civis.

“No texto do referido Projeto de Lei, falamos da possibilidade da realização de caminhadas e atividades religiosas, culturais, artísticas e educacionais de forma a propiciar a conscientização pela promoção e a difusão da cultura da paz entre a coletividade. Além disso, damos o aval total para que o Executivo celebre parcerias com as entidades civis da nossa cidade para a realização das atividades”, salienta o autor, vereador Gustavo Toigo.

A iniciativa pretende estabelecer um dia para que os caxienses se organizem, saiam às ruas e mostrem sua indignação com a violência, mas que aceitem trabalhar, nos seus ambientes de convívio, pela construção de uma cultura de paz. “Quantas crianças são expostas, em Caxias do Sul, diariamente a situações de violência moral, física, sexual e até institucional? Quantas vidas são colocadas em risco no município? Quando o investimento em segurança será suficiente? Talvez a resposta para essas perguntas seja, de fato, a construção de ações de práticas da paz”, justifica Meneguzzi.

O Projeto de Lei segue para tramitação na Câmara e deverá passar pela avaliação de duas comissões, dentre elas a de Constituição e Justiça.

13/07/2017 - 11:28
Gabinete do Vereador Alberto Meneguzzi/PSB
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo