Voltar para a tela anterior.

Paula Ioris se posiciona contrária a interdição dos presídios em Caxias do Sul


Vereadora demonstrou grande preocupação com a grave situação do sistema carcerário do Município


A vereadora Paula Ioris/PSDB, presidente da Comissão Temporária Especial para o Enfrentamento da Violência da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, manifestou grave preocupação com a possibilidade de interdição dos presídios da cidade. Sua fala na sessão ordinária desta terça-feira (11) foi motivada por reportagem do jornal Pioneiro que expõe o impasse vivido pela titular da Vara de Execuções Criminais (VEC), juíza Milene Fróes Rodrigues Dal Bó.

Essa situação foi exposta aos vereadores, de forma privada, em reunião da Comissão no dia 28 de março no Fórum. Os vereadores Adiló Didomênico/PTB, Neri, O Carteiro/SD, Paulo Périco/PMDB e a presidente Paula Ioris foram conversar sobre a extinção do sistema semiaberto e entender os motivos que levaram a juíza à interdição e acabaram surpreendidos pela notícia, trazida por Milene, de que os juízes, estão sendo pressionados a manter em até 137% a capacidade das casas prisionais em todo Brasil. O índice é uma recomendaçãodo plano do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP).

“Invés de sairmos da reunião com a solução do problema do semiaberto saímos de lá com o problema aumentado, com a possível interdição das duas casas prisionais de Caxias do Sul. Gente, nós merecemos mais isso? Já não chega a violência que nós estamos vivendo? A Brigada Militar prende fazendo um trabalho, que a gente sabe de enxugar gelo, e daqui a pouco não tem para onde levar. Não é possível nós aceitarmos esse absurdo. Toda a comunidade e, nós dessa Câmara, precisamos reagir. A interdição não pode ser a solução”, disse Paula incrédula.

11/04/2017 - 12:29
Gabinete da Vereadora Paula Ioris/PSDB
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo