Gustavo Toigo propõe Fundo Municipal para Reciclagens


Parlamentar pede mais valorização dos catadores de resíduos


Com o objetivo de promover boas práticas de gestão de resíduos e inclusão social dos catadores informais, o vereador Gustavo Toigo/PDT lançou a ideia do Fundo Municipal de Serviços e Ações de Reciclagem. A proposta, encaminhada ao Executivo como indicação do Legislativo, foi apresentada no plenário da Câmara Municipal nesta quarta-feira (15/03).

O pedetista fez o anúncio na véspera de uma data significativa para o segmento de reciclagem em Caxias do Sul. Nesta quinta-feira (16), o catador Carlos Miguel dos Santos completaria 50 anos. Miguel morreu em setembro de 2012, após ter o corpo incendiado por três jovens no bairro Pio X. A vítima virou símbolo da paz na cidade.

Vestindo camiseta com uma foto escrita “Miguel Vive”, Toigo contou a história e destacou a importância desses trabalhadores para a sociedade.

“São verdadeiros operários do meio ambiente, porque realizando a coleta seletiva, ajudam na preservação da natureza”, declarou.

O vereador ressaltou as dificuldades desses trabalhadores por enfrentarem mau tempo nas ruas e usarem força física nas usinas de reciclagem. Falou da importância do Poder Público investir no setor, oferecendo condições de trabalho, projetos de inclusão, melhoria da renda e preparação dos trabalhadores.

“Sabemos que o município apoia há tempo essa atividade e tem feito investimentos robustos nas reciclagens do Aeroporto, Monte Carmelo e Serrano, em parceria com a Fundação Banco do Brasil, ONG WWF e UCS”, citou o pedetista, destacando também o trabalho da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca).

Toigo lembrou que o Legislativo criou por lei o Dia Municipal do Catador Reciclável, na data da morte de Miguel. Porém, salientou que muito ainda precisa ser feito pela categoria, investindo-se em segurança, condições de trabalho e inclusão.

O pedetista entende que o Fundo beneficiará catadores, oficinas de reciclagem e programas sociais como o Catador Legal. As receitas viriam de doações, transferências financeiras de pessoas físicas e jurídicas, de 20% do valor arrecadado pelo município com multas por infrações ambientais e por transgressões penais encaminhadas pelo Ministério Público.

Em aparte, o vereador Flávio Cassina/PTB destacou a importância da iniciativa de Toigo e sugeriu que a coleta pode ser melhorada, oferecendo aos catadores palestras de como separarem melhor o lixo dos contêineres sem deixar resíduos no chão. Cassina acrescentou que parte do Fundo poderia ser usada nessas capacitações.

15/03/2017 - 16:52
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a) e Redator(a): Clever Moreira - 8697

Ir para o topo