Vereador Gustavo Toigo lembra aniversário de papeleiro morto queimado em Caxias e sugere criação de lei de apoio à reciclagem


Carlos Miguel dos Santos teve o corpo incendiado por adolescentes em 2012; Dia Municipal dos Catadores de Material Reciclável homenageia o trabalhador


Preocupado com a situação de trabalhadores que vivem da coleta de material seletivo e com os frequentes danos a galpões de reciclagem _ pelo menos três foram destruídos em incêndios nos últimos meses _, o vereador Gustavo Toigo/PDT protocola, ainda nesta quarta-feira (15/03), uma indicação de projeto de lei ao Executivo para fomentar as boas práticas na gestão de resíduos sólidos, além de inserir catadores informais na cadeia produtiva de triagem. O parlamentar ocupou a tribuna durante o grande expediente da sessão ordinária desta quarta e também lembrou a morte do papeleiro Carlos Miguel dos Santos, que teve o corpo incendiado por adolescentes em 2012. Carlos Miguel completaria 50 anos de idade na quinta-feira (16/03).

O Fundo Municipal de Serviços e Ações de Reciclagem (FUMSAR) também propõe buscar o aumento da renda per capita dos catadores e melhorar as condições de trabalho de quem recolhe materiais nas ruas. Além disso, propõe a melhoria contínua de galpões e unidades de triagem utilizados pelos recicladores, bem como a instituição do Programa Ambiental por Ações de Reciclagem (PAGAR).

"Precisamos falar um pouco mais destes operários do meio ambiente, incentivar a inserção no mercado daqueles que estão à margem. Catador hoje é profissão reconhecida, mas é a parte frágil de toda a equação", salientou Toigo.

Desde maio do ano passado, está em vigor o Dia Municipal dos Catadores de Material Reciclável, proposto por Toigo. A data é celebrada no dia 23 de setembro, dia da morte de Carlos Miguel dos Santos, dois dias após ser incendiado por adolescentes enquanto dormia na rua.

15/03/2017 - 15:08
Gabinete do Vereador Gustavo Toigo/PDT
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo