Câmara apreciará o 4º pedido de impeachment contra o prefeito Flavio Cassina na próxima terça-feira

Na sessão ordinária, vereadores deliberarão sobre a admissibilidade da denúncia, que abrange o vice-prefeito Edio Elói Frizzo

O 4º pedido de impeachment contra o prefeito municipal de Caxias do Sul, Flavio Cassina, e o vice-prefeito, Edio Elói Frizzo (incluído em denúncia, pela segunda vez), será apreciado na sessão ordinária da próxima terça-feira (11/08), a partir das 8h30, no Legislativo caxiense. Na tarde de hoje, Julio Cesar da Silva Soares protocolou, na Casa, o documento externo 112/2020, por meio do qual solicita a cassação de Cassina e Frizzo, alegando infrações político-administrativas e crime contra a incolumidade pública. O rito se baseia no decreto-lei federal 201/1967. Desde o início deste ano, outros três pedidos de impedimento contra o chefe do Executivo já foram rejeitados em plenário.

O autor da denúncia apontou que o prefeito e o vice editaram o decreto 21.091, considerado por ele ilegal, determinando regras de distanciamento social não permitidas pela norma estadual superior. Apontou que, no cenário de Covid-19, o ato motivou intervenção do Ministério Público, expondo a população ao contágio pelo novo Coronavírus.

06/08/2020 - 18:07
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Fábio Rausch - MTE 13.707
Redator: Fábio Rausch - MTE 13.707
O rito se baseia no decreto-lei federal 201/1967

O rito se baseia no decreto-lei federal 201/1967

Crédito: Gustavo Tamagno Martins/divulgação