Cachos de uva começam a ganhar cor nas parreiras do Parlamento

Atual responsável por podar e cuidar das videiras, o vereador Velocino Uez está satisfeito com a safra deste ano e com a qualidade das plantas que ornamentam o prédio legislativo

Os primeiros bagos de uva da safra 2020 começaram a ganhar cor nos parreirais da Câmara Municipal de Caxias do Sul. Na manhã desta segunda-feira (13/01), o atual responsável por podar e acompanhar o desenvolvimento das videiras, o vereador e agricultor Velocino Uez/PDT, conferiu todos os andares em que há plantação da fruta e se mostrou satisfeito com o progresso da produção.

“Estou muito contente de ver que valeu a pena todo o cuidado que tivemos porque os cachos estão saudáveis e bonitos. Em algumas poucas partes, é possível encontrar a uva já madura e doce porque houve menor absorção de água. Na maioria dos pés, ela está no início da coloração. Em fevereiro, deverá ficar ideal para o consumo”, espera o parlamentar, que integra a Comissão de Agricultura, Agroindústria, Pecuária e Cooperativismo (de CAAPC) da Câmara.

A expectativa é de que as atuais parreiras produzam mais de 500 quilos da uva Isabel. Entretanto, tradicionalmente, apenas 20% da safra é degustada pela comunidade que visita a Câmara e pela equipe funcional. Grande parte (80%) é consumida pelos pássaros, que se abrigam sob a sombra das folhas das videiras, nesta época do ano.

Uez também avaliou as condições das 30 novas mudas que foram plantadas em 2019, em substituição a algumas que precisaram ser renovadas ou que tinham sido retiradas por causa da manutenção que a Casa precisou fazer na estrutura. “Diante da qualidade dessas mudas novas, várias já estão carregadas de frutos”, comemora o vereador.

Em termos gerais, na cidade, Uez avalia que, em função do forte calor de dezembro e início de janeiro, poderá haver uma quebra na safra na ordem de 30%. “A qualidade da uva está excelente, só o calor acabou prejudicando a produção em relação ao peso”, constata.

Videiras na Câmara - O plantio de vinhedos no Parlamento caxiense foi idealizado pelo arquiteto João Alberto Marchioro, vencedor do concurso público realizado em 1983, para escolha do anteprojeto de arquitetura do prédio da Câmara.

A uva tem um valor simbólico para a cidade, em razão do cultivo ter sido intensificado pelos imigrantes italianos. Na atual sede do Legislativo caxiense, inaugurada em 22 de novembro de 1996, os parreirais funcionam como um quebra-sol natural nos meses de verão. No inverno, a queda das folhas permite uma maior entrada dos raios solares, aquecendo os ambientes.

13/01/2020 - 15:14
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Vania Espeiorin - MTE 9.861
Redator: Vania Espeiorin - MTE 9.861
Os cuidados com as plantas e o clima são fundamentais no cultivo vitícola, explica o parlamentar e agricultor Velocino Uez/PDT

Os cuidados com as plantas e o clima são fundamentais no cultivo vitícola, explica o parlamentar e agricultor Velocino Uez/PDT

Crédito: Vania Marta Espeiorin