Criação da Semana Municipal da Gastronomia está em análise no Parlamento caxiense

Matéria de autoria do vereador Gustavo Toigo/PDT contém emendas e retornará ao plenário para apreciação final

Criar a Semana Municipal da Gastronomia é o que almeja o vereador Gustavo Toigo/PDT por meio do projeto de lei 49/2018, que passou em primeira discussão na sessão ordinária desta terça-feira (04/12). O texto contém duas emendas supressivas (ES1 e ES2) e uma modificativa (EM1), sendo todas de autoria também do parlamentar pedetista. A proposta retornará a plenário para segunda discussão e votação final.

A matéria estabelece a comemoração como anual, ocorrendo na terceira semana de outubro, com início em 16 do referido mês, que é o Dia Mundial da Alimentação. Entre os objetivos listados pelo autor para a realização dessa semana, estão: evidenciar e reforçar a vocação gastronômica de Caxias do Sul; reconhecer o trabalho desenvolvido pelos empreendedores gastronômicos no fomento à economia do município, na distribuição de renda e na geração de inclusão social; e ressaltar a importância da gastronomia para diversificar as atividades econômicas por meio da indústria, do comércio e do turismo.

Também constam como propósitos: estimular o desenvolvimento de ciência, tecnologia e inovação através de oficinas, exposições, palestras, feiras de produtos, rodadas de negócios, cursos de capacitação para aplicação na cadeia produtiva da gastronomia; apoiar ações de educação, profissionalização e qualificação do trabalhador do setor gastronômico urbano e rural e valorizar a cultura alimentar com ações que possibilitem a transmissão do saber e das competências; fomentar a criação e a implementação de programas de difusão, valorização e preservação das práticas, modo de preparo e consumo, saberes e fazeres culinários; e incentivar a criação, manutenção e consolidação de mercados, feiras e festas municipais tradicionais e populares.

Em relação ao conteúdo das emendas, uma altera um verbo “realizar” por “comemorar”, no 1º artigo. Já as supressivas desejam retirar dois artigos do texto, um que se referia à promoção de um festival gastronômico, e o outro, que discorria sobre autorização para o município fazer parcerias para colocar em prática o evento.

Na exposição de motivos, o autor valorizou a culinária caxiense, dizendo que é reconhecida como um dos atrativos turísticos. “Exemplo de como a gastronomia pode atuar na representação cultural de uma localidade é o galeto al primo canto, considerado Bem Cultural de Natureza Imaterial do município”, frisou, ao também afirmar que a comida está ligada à formação histórica de um lugar.

Toigo aponta ainda que Caxias do Sul possui grande variedade de empreendimentos gastronômicos relacionados às raízes italianas ou a tantas outras origens, sempre prezando por servir refeições conhecidas por sabor, capricho e qualidade. “Essa ampla oferta propicia que, por meio da realização da semana, tanto caxienses como turistas possam realizar imersão cultural e gastronômica, se apropriando de valores e de costumes e contribuindo para a preservação de nossas tradições”, detalha o parlamentar.

O pedetista ressalta que, com a Semana da Gastronomia, poderiam receber mais destaque as comemorações da cidade e do interior, como Festa da Uva, festejos Farroupilha e festas do Divino, do Agricultor, do Vinho Novo, do Pinhão e Hortiserra, entre outros. Por fim, Toigo informou que o PL 49/2018 é resultado de interlocução prévia com o Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região Uva e Vinho (SEGH).

 

04/12/2018 - 17:17
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Vania Espeiorin - MTE 9.861
Redator: Vania Espeiorin - MTE 9.861
Vereador Gustavo Toigo/PDT

Vereador Gustavo Toigo/PDT

Crédito: Gabriela Bento Alves