Didomenico apresenta demandas do Corede/Serra e pede união da classe política estadual

Parlamentar levou à tribuna questões como pedágios, aeroporto, duplicação de trechos e malhas ferroviárias

O vereador Adiló Didomenico/PTB abordou demandas do Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede/Serra) na sessão ordinária desta terça-feira (15/05), na Câmara Municipal, quando tratou do Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional elaborado para o período de 2015 a 2030. Ele apontou tópicos da Câmara de Indústria e Comércio (CIC) Serra e CIC/Caxias do Sul, além de defender que os políticos caxienses devem contribuir para que as demandas cheguem às lideranças políticas estaduais.

O parlamentar destacou que não defende os contratos de pedágio, mas receia que eles retornem. Se a situação for inevitável, Didomenico sugere que seja implantado no modelo de pedágio comunitário, onde se podem observar os resultados das obras como no pedágio da cidade de Portão (RS).

Algumas demandas do Corede/Serra trazidas pelo petebista foram a duplicação dos principais trechos de acesso à região que engloba os municípios pertencentes ao Conselho, a construção do aeroporto em Vila Oliva, a criação de um corredor econômico e social macrorregional e a construção de parques tecnológicos em Caxias do Sul e Bento Gonçalves. Para o vereador, é preciso melhorar a infraestrutura regional e só serão conquistados os avanços se os municípios se unirem para ter força política.

Outro exemplo trazido à tribuna foi a malha ferroviária nacional. Segundo Adiló, o único Estado que ficou fora do projeto nacional foi o Rio Grande do Sul. Ele destaca que um dos motivos seria a falta de união e de organização da classe política estadual. “Sem o transporte ferroviário, o Estado fica cada vez mais isolado”, lembrou.

Didomenico apresentou ainda um projeto de integração logística e multimodal elaborado pelo estudioso da área Nilo Laschuk, que trabalhou como projetista da Marcopolo por mais de 30 anos. “Esse projeto faz um trabalho interligando as malhas ferroviárias já existentes na região de Montenegro e Caçapava. Prevê já os modais rodoviário, ferroviário e pluvial, além de ter um traçado englobando o futuro aeroporto de Vila Oliva”, explicou. A proposta será encaminhada para as lideranças políticas do estado.

Em aparte, o vereador Gustavo Toigo/PDT ressaltou que as ações precisam ser realizadas o mais rápido possível e destacou como obras fundamentais para o escoamento da produção, a duplicação da ERS-122 entre Caxias do Sul e São Vendelino; e a duplicação entre a BR-116 e Santa Catarina.


 

 

15/05/2018 - 15:28
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Tales Giovani Armiliato - Mtb 11.369
Redator: Franciele Masochi Lorenzett
Petebista falou sobre a importância do transporte de cargas por via férrea

Petebista falou sobre a importância do transporte de cargas por via férrea

Crédito: Franciele Masochi Lorenzett