Duplicação da BR-116 e limpeza do valão do Bairro Planalto são abordados por Edi Carlos

O parlamentar pediu ao líder de governo que encaminhasse a demanda ao prefeito e secretários

O vereador Edi Carlos Pereira de Souza/PSB abordou diversas temáticas relacionadas à região do Bairro Planalto, na sessão ordinária desta quinta-feira (08/02). Entre as pautas, a limpeza de um valão que corta a localidade, a cedência de espaço de propriedade da Prefeitura, que está desocupado, para a instalação de escola de danças e a necessidade da duplicação da BR-116.

Uma das pendências que o socialista entende que deveria ser executada com urgência é a limpeza de um valão, no Planalto. A melhoria foi realizada no final do ano, em outros bairros, que são cortados pelo riacho de esgoto pluvial, sendo que as máquinas não chegaram ao local indicado por Edi Carlos. “Justamente, no bairro, onde moram as pessoas, nada se fez”, lamentou.

De acordo com o parlamentar, em 2016, uma obra se fazia necessária no valão. Cobrado, o Executivo alegou que, em 2017, a situação demandava licenciamento ambiental. Ele pediu ao líder de governo, vereador Chico Guerra/PRB, que intercedesse pela situação e encaminhasse a demanda ao prefeito e a viabilizasse junto aos secretários.

Para o vereador Adiló Didomenico/PTB, a ação do governo federal travou, desde 2012, a possibilidade de financiamento para obras de drenagem pluvial, em cidades com mais de 50 mil habitantes.

Edi Carlos abordou, ainda, a necessidade da duplicação da BR-116, numa extensão de cerca de 900 metros, desde a Igreja Cristo Operário até a entrada do Loteamento Vila Verde. Declarou que está buscando uma audiência com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em Porto Alegre, sem sucesso. “Precisamos que os nossos deputados se unam nesse entorno. A BR não é de nenhum partido, a BR é de Caxias e é nossa”, reivindicou.

A última pauta levantada pelo vereador foi a construção da rotatória de acesso ao Planalto. De acordo com ele, na época da aprovação do financiamento de R$ 33 milhões junto à Comissão Andina de Fomento (CAF), para o asfaltamento do Interior, também estava prevista a obra. Atualmente, não há respostas se existe a possibilidade de viabilizar a rótula.

O vereador Felipe Gremelmaier/PMDB sugeriu que se buscassem os projetos de duplicação e instalação do acesso junto do Bairro Planalto, com o Dnit, que tem um custo orçado superior a R$ 20 milhões, e se repassassem a execução à Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca).

Confira o discurso na íntegra por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=YbzwIp--jX0&index=4&list=PLOmD1Td4hQ82F-yGYL6Do-E1yU8-iJwpH

08/02/2018 - 14:26
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Fábio Rausch - MTE 13.707
Redator: Felipe Michelon Padilha
Vereador Edi Carlos Pereira de Souza

Vereador Edi Carlos Pereira de Souza

Crédito: Matheus Teodoro