Orquestra Municipal de Sopros completa 20 anos e recebe homenagem do Legislativo caxiense

Na sessão ordinária desta quarta-feira (19/07), o Quinteto do grupo presenteou a comunidade com sua arte

A Orquestra Municipal de Sopros está de aniversário e recebeu, nesta quarta-feira (19/07), homenagem do Legislativo caxiense. No dia em que foi reverenciada pela Câmara, a Orquestra, por meio do Quinteto de Sopros, mais uma vez, presenteou a comunidade com sua arte. Os músicos tocaram três canções, sendo uma delas “Carinhoso”, composta por Pixinguinha e João de Barro (Braguinha).

Por completar 20 anos de história e pela influência cultural, a vereadora Denise Pessôa/PT propôs uma distinção à orquestra, a qual foi aprovada em plenário. Como a parlamentar está em licença maternidade, quem fez o pronunciamento pela Câmara nesta quarta-feira (19/07) foi a vereadora Ana Corso/PT. A parlamentar trouxe um breve histórico da Orquestra, cujos trabalhos se iniciaram no primeiro semestre de 1997, na administração do então prefeito Pepe Vargas/PT (hoje, deputado federal e que esteve presente na homenagem). A apresentação de estreia ocorreu em 7 de agosto de 1997, no teatro Pedro Parenti, da Casa da Cultura.

Ana Corso salientou a atuação social e cultural do grupo: “Trilhando um caminho de vanguarda, a Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul se configura hoje numa referência artística de nossa cidade, contribuindo de forma essencial para o enaltecimento cultural de nossa comunidade”.

O maestro Fernando Berti Rodrigues teceu agradecimentos a todos que, de uma maneira ou outra, ajudaram e ainda ajudam para o sucesso da Orquestra. Citou o potencial de formação (muitos músicos se profissionalizaram nessas duas décadas, a partir da vivência no grupo) e a força cultural que ela angariou, de forma que, passando gestões municipais distintas desde sua origem, continua atraindo a comunidade em seus espetáculos.

   “Hoje em dia, a Orquestra extrapolou seu pertencimento, deixou de ser de uma administração e passou a ser um corpo necessário para Caxias do Sul”, frisou Berti Rodrigues. Aproveitando o espaço, o maestro solicitou aos governantes que não efetuem cortes na área cultural, pois, não raras vezes, quando a situação econômica fica difícil, é a primeira a ser penalizada num país. “Uma civilização se perpetua muito mais pela cultura do que por qualquer outro elemento", alertou Berti.

Ao representar o Executivo municipal, a titular da Cultura, Adriana Antunes, entre outros pontos, agradeceu pelo comprometimento da Orquestra, parabenizando-a pela trajetória de 20 anos, e de toda a equipe da pasta da Cultura, que se volta a compartilhar a expressão artística com a comunidade caxiense. A secretária realçou o aspecto social da arte, através da série “Concertos Didáticos” que a Orquestra promove com o público estudantil. “A música gera socialização principalmente às crianças, tornando-as mais gregárias (sociáveis). Também destaco nosso propósito atual de descentralizar as ações da Orquestra, aproximando-a ainda mais da comunidade”, explicou Adriana, reafirmando sua defesa em relação à cultura.

No encerramento, o presidente da Câmara, Felipe Gremelmaier, elogiou a Orquestra e considerou muito justa a homenagem prestada, especialmente sob o aspecto da valorização artística.


Breve histórico da Orquestra

- A Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul nasceu a partir da Banda Municipal (cuja origem data de 1986). As primeiras atividades da Orquestra foram desenvolvidas em 1997. Desde então, sempre foi mantida pela Prefeitura Municipal de Caxias do Sul, por meio da Secretaria Municipal da Cultura. O primeiro maestro foi Fernando Berti Rodrigues, que selecionou um grupo de músicos de alta qualidade técnica. De 2008 a 2016, o maestro foi Gilberto Salvagni. Neste ano de 2017, Fernando Berti retornou à função.

- O grupo musical completo tem instrumentação básica de banda sinfônica, com os naipes das madeiras, metais e percussão representados na sua integridade. Tem desenvolvido trabalho de constante pesquisa para formação do seu repertório, encontrando nas obras de caráter erudito-contemporâneo, a fórmula mais ampla para explorar todo seu potencial. Acrescendo ao repertório peças de conotação popular, alcança equilíbrio necessário para agradar os mais variados gostos do público.

- Em seus concertos, o grupo já contou com a participação de diversos maestros, compositores e cantores de notável expressão, como Ivan Lins, Guilherme Arantes, Leila Pinheiro, Zizi e Luiza Possi. Entre os Concertos temáticos destacam-se: Suspiros de España, Brasilidade, Playing Video Games, Beatles: A Razão e a Paixão, e Pixinguinha: 120 Anos.

- Além do enfoque artístico, a Orquestra desenvolve um viés de formação e social, por meio da série “Concertos Didáticos”, voltados a estudantes.

 

 

19/07/2017 - 11:57
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Vania Espeiorin - MTE 9.861
Redator: Vania Espeiorin - MTE 9.861
Músicos, autoridades e população prestigiam a Orquestra Municipal de Sopros, em sessão do Legislativo

Músicos, autoridades e população prestigiam a Orquestra Municipal de Sopros, em sessão do Legislativo

Crédito: Matheus Teodoro