Câmara cancela sessão por morte de Dino Périco

Vereadores se pronunciaram sobre falecimento de ex-presidente

O expediente dos vereadores na Câmara Municipal foi diferente na manhã desta quinta-feira (16/03). Em respeito ao falecimento do ex-presidente do Legislativo Dino Périco, pai do vereador Paulo Périco/PMDB, o parlamento aprovou requerimento de levantamento de sessão.

O ato representou o cancelamento da tradicional sessão ordinária, conforme previsto no artigo 179  do regimento interno. Ela ocorreria no plenário, local do velório de Dino. O requerimento, de número 35/2017, foi lido pela 1ª secretária da Mesa Diretora, vereadora Paula Ioris/PSDB.

O documento foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares, na sala de reuniões da presidência. Em seguida, vereadores pediram a palavra para destacar a importância de Dino Périco.

Em nome da bancada do PSB, Elói Frizzo, um dos parlamentares que mais conviveram com Dino, descreveu o ex-presidente e lembrou sua paixão pela política:

“Ele tinha predileção especial pela Câmara, a qual frequentava com assiduidade. Era um paizão. Pessoa de fácil convivência, brincalhona e de fala alta”.

Pela bancada do PMDB, Edson da Rosa lembrou da postura de Dino:

“Ele ficava indignado com os fatos que vêm acontecendo no Brasil. Quando vinha ao plenário, nos chamava para colocar coisas importantes sobre política. Tinha uma jovialidade mental”.

Flávio Cassina, pela bancada do PTB, salientou outra contribuição de Dino para o município:

“Dino João Batista Périco foi um grande empreendedor. Atuou muito na contabilidade, foi fundador e primeiro presidente da Microempa. Coordenou uma infinidade de clubes, principalmente de bocha e tiro. Deixa sua marca como exemplo para futuras gerações.”

O vereador Alceu Thomé/PTB recordou:

“Conheci Dino no clube de caça e pesca. Quando ele foi diretor das farmácias do Ipam, gostava de atendimento personalizado, de ouvir o cliente. Foi um aglutinador de pessoas”.

Pela bancada do PSDB, Paula Ioris falou sobre sua relação familiar:

“Eu e o Paulo Périco fomos colegas no segundo grau no Cristóvão. Então, sempre ouvi falar no político Dino. Meu filho e o filho do Paulo, o Franco,  são amigos. No Face, o Franco postou “meu avô fez muito bem aqui e agora fará bem em outro lugar”.

Elisandro Fiuza, do PRB, tratou sobre a perda para a família:

“Só o tempo se encarrega de superar essa dor. Quero prestar minhas condolências ao Paulo e à família. O tempo é o senhor da razão e dará forças para todos superarem essa perda”.

Em nome do PDT, Gustavo Toigo, comentou sobre ensinamento político do ex-presidente:

“Suas palavras sempre eram de que devermos ser firmes no parlamento, mas também com muita tolerância para avançarmos no diálogo e nas proposições”.

Pela bancada do PCdoB, Renato Oliveira avaliou:

“Dino não conseguiu se reeleger, mas para ele foi uma vitória o Paulo vir para a Casa. Fez a campanha do filho atravessando a cidade de ônibus. Na quarta-feira, o Paulo usou a tribuna de forma inspirada, parece que premeditando a morte do pai”.

Pelo PSD, Kiko Girardi também destacou o pronunciamento de Paulo Périco em plenário:

“O Paulo parece que previa. Falou sobre líderes, mas não falou do líder dele, seu pai. O Paulo está sendo uma figura que certamente será como era o pai aqui nesta Casa”.

O pedetista Velocino Uez acrescentou:

“No dia em que o Paulo deu uma aula para nós sobre grandes líderes, perdeu o líder dele. Sou muito amigo do Alexandre, irmão do Paulo. Esses filhos viam o pai como  timoneiro”.

Em nome do SD, Neri O Carteiro falou:

“Toda a Caxias do Sul perde. Pelo o que acompanhamos na história de Dino Périco, ele fez um grande trabalho pela população” .

Pelo PT, Rodrigo Beltrão declarou:

“Sempre tivemos e continuarem tendo respeito político pela família Périco. O momento é de as pessoas entenderem que é uma passagem, mas que fica um legado importante, família e netos como frutos”.

Para encerrar a sessão de levantamento, o presidente da Câmara Municipal, Felipe Gremelmaier/PMDB, comentou:

“Caxias perde um de seus grandes conselheiros. Quem de nós vereadores não sentou para falar com Seu Dino e ouvir uma palavra diferente, de conforto e de experiência por toda vivência que ele tinha e se dedicava a Caxias do Sul até os dias de hoje”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

16/03/2017 - 11:24
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor: Clever Moreira - 8697
Redator: Clever Moreira - 8697
Em sessão diferente, parlamentares aprovaram requerimento

Em sessão diferente, parlamentares aprovaram requerimento

Crédito: Vitoria Bordin