Sindicato dos Técnicos Agrícolas ocupa a Tribuna Livre

Foi solicitada a atualização das leis que tratam da categoria

Na sessão desta quinta-feira (15), Vasco Mazzarollo, presidente do Sindicato dos Técnicos Agrícolas, explanou sobre a trajetória e reivindicações da entidade.

O técnico agrícola tem como função executar técnicas específicas para o engrandecimento e produção agrícola, no que se refere à produção animal, vegetal, paisagística e agroindustrial. Há 46 escolas formadores no estado.

Da Tribuna, Mazzarollo abordou a necessidade de valorizar a profissão no quadro da prefeitura, por meio da atualização das funções na lei municipal e uma revisão salarial digna.

A lei que rege a situação dos técnicos agrícolas é de 1975. Desde 1985, há novas atribuições que devem ser introduzidas na lei municipal.

Mauro Pereira/PMDB reconheceu a dedicação dos técnicos agrícolas O município está devendo a atualização da legislação.

Elói Frizzo/PSB acredita que houve avanços no debate dessa questão, sobretudo do ano passado para cá. É preciso acabar com a defasagem da lei, que data dos anos 70, época de outra realidade no meio agrícola.

Ari Dallegrave/PMDB analisa que o diferencial da classe é a movimentação por melhorias ocorrer por meio do trabalho, e não com greves e paralisações.

Assis Melo/PCdoB acredita que, devido à lei vigente ser antiga, sua atualização já deveria ter sido feita, ou ao menos facilitada.

Segundo Vinicius Ribeiro/PDT, Caxias precisa atualizar as leis referentes ao estatuto dos servidores. O plano de salários equânime precisa ser revisto.

Denise Pessôa/PT salienta que há uma política federal de incentivo ao ensino técnico, e no caso do município, é preciso uma luta por um plano de carreira claro.

15/07/2010 - 19:14
Assessoria de Comunicação
Câmara de Vereadores de Caxias do Sul

Crédito: Diego Netto